sábado , 20 outubro 2018
Home / Esportes / A pedido de Feliciano, Borrachinha promete ‘surra’ em trans do MMA

A pedido de Feliciano, Borrachinha promete ‘surra’ em trans do MMA

© Reprodução / Facebook / Borrachinha

Em 10/01/2018 às 17:16:31

lutador do UFC Paulo Henrique Costa, conhecido como Paulo Borrachinha, fez um pronunciamento sobre a lutadora norte-americana Fallon Fox, que nasceu homem, foi militar e caminhoneiro, e hoje participa de lutas femininas de MMA como transexual.

Segundo o jornal “O Globo”, o posicionamento do atleta brasileiro foi realizado a pedido do deputado federal e pastor evangélico Marco Feliciano.

“Ele nasceu homem e é homem, apesar de se denominar transex”, começou Borrachinha, em um vídeo publicado nas redes sociais. “Ele tem feito uma covardia absurda, não só ele como os promotores desse evento que aceitaram esse tipo de absurdo. Ele tem simplesmente aniquilado com as que meninas que tem lutado contra ele, ele tem massacrado, colocado a integridade física delas em risco”, acrescentou.

Meu vídeo sobre o absurdo que Follon Fox, lutador de MMA tem feito.

Nunca fiz videos para internet, mas quando vi este caso não pude me omitir. Eu não aceitaria jamais uma covardia como essa de ver um homem massacrando mulheres como esse homem tem feito.

Publié par Paulo Henrique Borrachinha sur lundi 8 Janvier 2018

“Bom, eu não quero aqui entrar no mérito da escolha dele, de ser transex ou não, homossexual ou não, isso não importa. O que importa aqui é um homem lutando contra mulheres como se fosse uma e isso é um absurdo que não pode ser aceitado. (…) Não é porque uma pessoa se autodenomina transex, ou que faça uma cirurgia de mudança de sexo, que ela vai mudar a estrutura física dela do dia pra noite. A complexidade física, óssea, muscular e nevrálgica de um homem é totalmente diferente da estrutura de uma mulher. O que ele tem feito é um massacre, e então eu estou aqui para alertar e pedir atenção das autoridades políticas do nosso país, deputados e senadores, que possam formular um projeto de lei para coibir que situações desastrosas como essa possam acontecer aqui no Brasil”, argumentou o lutador.

“Quero chamar principalmente os deputados e deputadas que dizem defender o direito das mulheres. Devemos estudar formas de fazer projetos de lei e depois leis que visam coibir esse tipo de coisa. Isso é um massacre, isso é inaceitável”, disse.

Por fim, Paulo Borrachinha se colocou à disposição para encarar Fallon Fox, prometendo ainda dar uma “surra” na lutadora.

“Eu adoraria que esse Fallon Fox lutasse contra um lutador homem, um lutador preparado para dar uma surra nele. Inclusive, eu me coloco à disposição, eu lutaria com ele de graça, em qualquer lugar, só pra dar uma surra nesse cara. Não precisaria nem de muito tempo, alguns minutinhos”, terminou ele, que ainda agradeceu o deputado Feliciano por pedir sua opinião.

POR NOTÍCIAS AO MINUTO

Compartilhar

Veja Também

STJD nega recurso do Cruzeiro, e Sassá está fora da final da Copa do Brasil

Em 17/10/2018 às 09:32 O técnico Mano Menezes não poderá contar com Sassá na final da ...

Deixe uma resposta