sexta-feira , 19 outubro 2018
Home / Brasil / Amiga de brasileira que morreu em Lisboa faz rifas para pagar translado

Amiga de brasileira que morreu em Lisboa faz rifas para pagar translado

Deyse Ricarte morreu em um hotel da capital de Portugal, no último dia 9 © DR

Em 18/07/2018 às 20:08

Uma amiga da brasileira Deyse Ricarte, de 28 anos de idade, que morreu em Portugal depois de ter servido de ‘correio de droga’, criou rifas para poder angariar dinheiro para ajudar a família a transportar o corpo para o Brasil. O transporte tem o custo de 25 mil reais, quantia que a família diz não poder pagar.

Deyse foi encontrada morta em um hotel de Lisboa no último dia 9, depois de ter transportado droga no estômago do Brasil até Portugal. Como lembra o G1, ela receberia a quantidade de 12 mil reais pelo serviço. 

A polícia acredita que Deyse tenha engolido varias cápsulas de cocaína e que uma tenha rebentado dentro do seu organismo, provocando uma overdose.

Naiara Alitolip de Araújo, amiga de Deyse, quer ajudar a família a recuperar o corpo para o enterrar no Brasil. Não podendo contar com a ajuda financeira do governo brasileiro, por questões legais, a universitária decidiu organizar rifas.

“A família dela vai fazer uma procuração para que eu possa representá-los. Eu vou ficar responsável por fazer contato com as autoridades e ver o que é preciso para trazer o corpo dela. Vou rifar perfume importado, essas coisas. Também vamos aceitar doações”, explicou. 

POR NOTÍCIAS AO MINUTO

Compartilhar

Veja Também

Dia Mundial da Alimentação: fome pode voltar ao que era antes no país?

Em 16/10/2018 às 14:38 Desde 1981, o Dia Mundial da Alimentação é comemorado em 16 de outubro. ...

Deixe uma resposta