quinta-feira , 24 Maio 2018
Home / Cariri / Críticas sobre atuação de genro na gestão em Juazeiro incomodam, diz Arnon Bezerra

Críticas sobre atuação de genro na gestão em Juazeiro incomodam, diz Arnon Bezerra

Arnon esteve no último sábado (21) lançando pacote de medidas de segurança ao lado de Camilo Santana (Foto: Felipe Azevedo/Agência Miséria)

Em 23/04/2018 às 09:25:00

O prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra (PTB), rebateu críticas à sua gestão durante evento do governo do estado no último sábado (21), no Largo do Socorro, Centro. Em entrevista ao Miséria, disse que não é insensível e se incomoda que seja atribuído a seus secretários autoridades acima das que lhe são dispostas. 

Indagado, Arnon se referiu ao genro Renato Fernandes, Secretário de Cultura de Juazeiro, como um conselheiro, e afirmou que as acusações de que Renato mantém na administração autoridades superiores ao cargo, é uma discussão menor. “Eu lamento, a gestão está indo muito bem”, pontuou. 

Recentemente, em um programa de rádio transmitido em larga escala no Ceará,  Juazeiro do Norte foi posto como a “terra da genrocracia”, onde os genros do prefeito dispunham de diversos poderes de decisão. “Cada qual está cumprindo seu trabalho, qualquer coisa dessa natureza querem remeter à outras administrações, não é o caso”, rebateu. 

“Toda vez que se fizer necessário darei explicações. Incomoda, não sou insensível, mas vejo [as acusações] como um desserviço com a população de Juazeiro do Norte”, concluiu. 

EVENTO NO FIM DE SEMANA

Arnon esteve no último sábado ao lado do governador Camilo Santana para inaugurar um pacote de investimentos em segurança e ações sociais da Unidade Integrada de Segurança (Uniseg). 

Os dois  assinaram um termo de Compromisso Interinstitucional que formaliza o Território do Pacto no município. De acordo com o governo do estado, o acordo prevê uma série de ações sociais de acolhimento à pessoas vulneráveis e enfrentamento à violência. 
Leia mais sobre a passagem do governador pelo Cariri neste fim de semana.

Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br

Compartilhar

Veja Também

Barbalhenses denunciam menos por falta de Delegacia da Mulher

Em 22/05/2018 às 10:49 A região do Cariri concentra parcela considerável da violência contra mulheres no ...

Deixe uma resposta