terça-feira , 25 setembro 2018
Home / Curiosidades / Curiosidade: Monofobia e o medo de estar sozinho

Curiosidade: Monofobia e o medo de estar sozinho

08/03/2018 às 13:09:25

A sociedade em que vivemos tão exigente e competitiva faz com que muitas pessoas desenvolvam algum transtorno de personalidade que as torne incapazes de realizar atividades diárias sem qualquer importância. Entre estes distúrbios, está a monofobia. Nós explicamos o que é e como enfrentar esse medo irracional de estar sozinho.

O que é monofobia?

A monofobia é um medo agudo de estar sozinho e ter que conviver sem uma pessoa específica. Em geral, aqueles que sofrem de monofobia, acharão muito difícil ou impossível realizar determinadas atividades diárias, como ir a lugares lotados ou públicos, subir elevadores, transportes públicos ou simplesmente estar longe de casa, do local de referência onde sua baixa autoestima não é evidente para o resto da população. Também pode haver medos adicionais, predominantemente “sociais”, como o medo de falar, comer ou escrever na frente das pessoas e ser observado.

Sintomas da monofobia

Os sintomas da monofobia geralmente incluem falta de ar, respiração rápida, batimento cardíaco irregular, sudorese, náuseas e sentimentos de medo em geral, embora todos sofram a experiência de sua própria maneira, que pode até causar ataques pânico nos casos mais sérios.
A dependência emocional é o sintoma mais claro de pessoas com monofobia e ocorre principalmente em adolescentes ou adultos jovens que retêm a capacidade de funcionar em praticamente qualquer situação, desde que tenha alguém com eles em todos os momentos.

Tratamento da monofobia

Tal como acontece com qualquer transtorno de ansiedade, aqueles que sofrem de monofobia não podem ser convencidos ou intimidados a sair de seu problema. A ansiedade não está tentando prejudicá-lo, mas está tentando ajudá-lo erroneamente, alarmando sobre um terrível perigo quando está sozinho.

O primeiro passo para curar a monofobia é admitir que você tenha um problema, que tem medo de estar sozinho e que gostaria de sentir e se comportar de forma diferente. O monofóbico deve lembrar que todos nós temos forças e que esconder as fraquezas requer mais energia do que você precisa superar ou aprender a viver com elas.

A forma mais comum de terapia utilizada é a terapia cognitivo-comportamental (TCC). Trabalhar com um psicólogo, terapeuta ou conselheiro experiente, que sofre de monofobia pode fazer com que aprenda novas abordagens comportamentais, novas habilidades de comunicação e relacionamento e técnicas específicas para ajudá-lo a lidar com ansiedade e depressão.

As abordagens terapêuticas e as técnicas de relaxamento podem incluir terapias como formas específicas de respiração, treinamento de relaxamento muscular, imagens mentais guiadas ou conversações internas tranquilizadoras. Associar essas técnicas de relaxamento com estar sozinho pode ajudá-lo a enfrentar e superar sentimentos de solidão, depressão e ansiedade.

Outro tratamento para a solidão e a depressão, especialmente nos idosos, é a terapia com animais ou a zooterapia.

Curiosidades.com

 

Compartilhar

Veja Também

Descubra o que acontece com o corpo quando você morre

Em 28/06/2018 às 10:33 Independentemente da crença que temos e do que achamos do que acontece ...

Deixe uma resposta