sexta-feira , 15 dezembro 2017
Home / Política / Diretor da PF senta à mesa de réu do mensalão tucano em festa

Diretor da PF senta à mesa de réu do mensalão tucano em festa

© Agência Brasil

Em 07/12/2017 às 13:36:51

diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, foi convidado do ex-senador Clésio Andrade (PMDB-MG) na cerimônia da 24º edição do prêmio de jornalismo da CNT (Confederação Nacional do Transporte).

Segovia e sua mulher sentaram à mesa para jantar com Andrade, que renunciou ao mandato de senador em 2014.

Andrade preside a CNT e é réu no chamado processo do mensalão tucano em Minas Gerais. Sua renúncia foi interpretada na ocasião como um gesto para levar o processo do STF (Supremo Tribunal Federal) à primeira instância da Justiça.

O diretor-executivo da PF, Sandro Avelar, número 2 do comando da polícia, acompanhou Segovia no evento da CNT. Após a cerimônia de entrega do prêmio, Avelar e Segovia jantaram com Clésio Andrade na mesa principal da cerimônia, num local de eventos de Brasília.

O diretor-geral acompanhou o show dos cantores sertanejos Leonardo e Eduardo Costa e dançou ao som de clássicos da música caipira, como “Não aprendi dizer adeus”, “Solidão” e “As Andorinhas”.

O prêmio da CNT é um dos mais tradicionais do país e jornalistas dos principais veículos de imprensa, inclusive da Folha de S.Paulo, foram convidados para a cerimônia de premiação.

Andrade foi vice-governador de Minas na primeira gestão de Aécio Neves (2003-2006).

Ele é acusado pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro na denúncia que apontou desvios de R$ 3,5 milhões de estatais em Minas para financiar, em 1998, a campanha à reeleição do então governador Eduardo Azeredo, do PSDB.

Andrade, que na época concorreu como vice, nega as acusações. Com informações Folhapress.

POR FOLHAPRESS

Compartilhar

Veja Também

“A Lava Jato virou quase uma religião”, diz novo líder petista em CPI

Em 14/12/2017 às 19:03:36 O deputado Paulo Pimenta (PT-RS), escolhido por unanimidade para assumir a liderança da ...

Deixe uma resposta