sábado , 22 setembro 2018
Home / Política / Marina rebate Mourão e diz que Constituição sem Constituinte é golpe

Marina rebate Mourão e diz que Constituição sem Constituinte é golpe

© REUTERS

Em 14/09/2018 às 13:17

candidata da Rede, Marina Silva, rebateu nesta sexta-feira (14) o vice de Jair Bolsonaro (PSL), general Hamilton Mourão (PRTB), e disse que qualquer mudança na Constituição sem uma assembleia constituinte é “uma forma de golpe”.

“Qualquer coisa que não seja pelo voto soberano da sociedade elegendo seus constituintes, é querer estabelecer uma constituinte mediante uma forma de golpe”, disse, durante caminhada em Taguatinga, região administrativa do Distrito Federal. “Na democracia, a Constituição é mudada legitimamente por representantes eleitos da sociedade.”

Na quinta (13), Mourão defendeu que o país faça um novo texto constitucional para substituir o de 1988, que completa 30 anos. De acordo com o general, foi a Constituição que deu início à crise pela qual passa o país.

Para ele, o processo ideal envolveria uma comissão de notáveis, que depois submeteria o texto a um plebiscito, para aprovação popular -algo que não se enquadra nas hipóteses previstas em lei.

Os textos constitucionais que não passaram por representantes eleitos pela população foram os de 1824, 1937 e 1969, todos em períodos em que o Brasil passava por regimes autoritários.

“A nossa democracia é a melhor forma de resolvermos os nossos problemas, de encontrar as nossas soluções”, afirmou Marina Silva. “Nem arroubos de saudosismo autoritários e nem qualquer outra coisa, este é o momento de os brasileiros serem guiados pela Constituição.”

 Com informações da Folhapress.

Compartilhar

Veja Também

‘Haddad não deu conta de São Paulo, vai dar do Brasil?’, diz Alckmin

Em 22/09/2018 às 08:11 Em campanha em Salvador nesta sexta-feira (21), Geraldo Alckmin (PSDB) questionou a ...

Deixe uma resposta