sábado , 20 outubro 2018
Home / Polícia / Milhares de munições do Exército Brasileiro já foram vendidas para criminosos

Milhares de munições do Exército Brasileiro já foram vendidas para criminosos

O comando da 10ª Região Militar, responsável pelos estados do Ceará e Piauí, lançou nota oficial para afirmar que instaurou Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar o que chamou de “desaparecimento” de munições (Foto: Reprodução)

Em 11/01/2018 às 09:23:22

As milhares de munições 7.62 furtadas do Exército Brasileiro (EB), foram retiradas do paiol por um buraco feito na parede da 2ª Companhia de Suprimentos, localizada em Maranguape, conforme uma fonte da Instituição. O militar afirmou que as buscas pelos cartuchos continuam, mas nada foi recuperado até o momento. Segundo ele, a suspeita é que dois soldados tenham cometido o furto e vendido todo o material bélico à facção Guardiões do Estado (GDE).

Os dois suspeitos presos serviam na Companhia de Suprimentos. O soldado Maicon Oliveira de Sousa, permanece detido no quartel do 23ºBatalhão de Caçadores (BC). Já o outro soldado, cuja identidade não foi divulgada, foi transferido para a Companhia de Polícia, sediada em um prédio próximo ao 23ºBC.

Conforme a fonte, um dos militares relatou que, com o dinheiro conseguido com a venda das munições furtadas, comprou uma casa e uma motocicleta. A estimativa é que, pelo menos, 14 mil munições tenham sido desviadas do paiol do EB.

O comando da 10ª Região Militar do Exército Brasileiro, responsável pelos estados do Ceará e Piauí, lançou nota oficial para afirmar que instaurou Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar o que chamou de “desaparecimento” de munições das instalações da 2ª Companhia de Suprimento, organização militar subordinada ao 10º Depósito de Suprimento.

Segundo a nota, o ´sumiço´ dos cartuchos foi detectado em uma vistoria, realizada em 29 de dezembro em um dos paióis. “Foram constatadas divergências quantitativas entre a existência física e o Sistema de Controle Físico (Siscofis), instrumento de controle sistemático vigente em todo o território nacional que permite a gestão contínua de todo o material controlado do Exército Brasileiro”, informou o comando da 10ª Região Militar.

Apuração

O Exército esclareceu que “deixa de prestar maiores informações do caso para não atrapalhar as investigações, que estão sendo realizadas em parceria com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS)”. Ao término da apuração, o processo deverá ser encaminhado para a Justiça Militar.

As munições furtadas têm alto poder de fogo e são capazes até de furar blindagem. Os cartuchos calibre 7.62, que podem ser utilizadas em armas como o Fuzil Automático Leve (FAL) e o AR-15, teriam sido vendidos para a GDE. A facção local trava uma guerra sangrenta com o Comando Vermelho (CV), responsável pelo pico dos homicídios no ano de 2017, quando os registros ultrapassaram cinco mil mortes no Estado.

A GDE tem demonstrado grande poder de fogo, em ações de violência. Um oficial da PM, que atua no Serviço Reservado, disse que os membros da organização criminosa estão agindo como radicais. “Isso que eles estão fazendo em Fortaleza, de empunhar um fuzil e atirar na rua para apavorar todo mundo é terrorismo. Estão agindo como radicais. É de uma violência muito grande”, afirmou.

Destino

Uma fonte da Polícia Civil, que conversou com a reportagem, disse que as investigações estão a cargo do Departamento de Inteligência Policial (DIP), da Polícia Civil. “Na terça-feira (9), alguns militares estiveram no Departamento para tratar das investigações. O clima é de tensão em toda as esferas da Segurança Pública. Se as coisas já estavam difíceis, imagine agora com a possibilidade de uma facção violenta como a GDE ter adquirido 14 mil munições 7.62. O que pode acontecer é totalmente imprevisível. A realidade é que o problema é muito grande e precisamos encarar e assumir isso”.

Segundo o policial, estão sendo feitos muitos esforços para a apreensão das munições, mas confirmou a versão que nada foi encontrado ainda.

Fonte: Diário do Nordeste

Compartilhar

Veja Também

Jovem é preso em Juazeiro com veículo roubado e mais três motos foram recuperadas

Em 19/10/2018 às 10:39 Nos últimos dias quatro motocicletas levadas de seus proprietários foram recuperadas em ...

Deixe uma resposta