sábado , 22 setembro 2018
Home / Brasil / MP do Rio aceita ajuda da Polícia Federal no caso Marielle

MP do Rio aceita ajuda da Polícia Federal no caso Marielle

Procurador-geral do Estado enviou ofício ao ministro da Segurança Pública, mas ressaltou que medida não deve ser confundida com deslocamento de competência à Justiça Federal © DR

Em 17/08/2018 às 15:48

procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Eduardo Gussen, enviou um ofício ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, dizendo ser favorável à participação da Polícia Federal nas investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista, Anderson Gomes, desde que o pedido seja feito pelo interventor federal no estado do Rio de Janeiro, general Braga Netto.

O documento ressalta que a medida não deve ser confundida com o deslocamento de competência para a Justiça Federal. “Caso o interventor e seu gabinete avaliem que a PF deve atuar no caso, quer contribuindo com as investigações, quer assumindo-as, basta que seja formulada a devida requisição”, diz o ofício.

O procurador-geral de Justiça volta a destacar “o estimado valor da colaboração da Polícia Federal para a elucidação do caso, uma vez que o órgão está legalmente autorizado a atuar em episódios dessa natureza”.

O documento foi divulgado na noite de ontem (16) pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. Horas depois de Jungmann ter dito, em um evento em Salvador, que tanto o Ministério Público quanto a Polícia Civil do Rio haviam recusado o apoio da Polícia Federal nas investigações do duplo assassinato, que esta semana completou 150 dias. Com informações da Folhapress.

POR NOTÍCIAS AO MINUTO

Compartilhar

Veja Também

Acusado de matar jovem após carona combinada pelo WhatsApp pega 45 anos de prisão

Em 20/09/2018 às 10:16 Foi condenado a mais de 45 anos de prisão Jonathan Pereira do ...

Deixe uma resposta