sexta-feira , 22 junho 2018
Home / Política / PF vai ao Planalto fazer varredura em computador usado por Rocha Loures

PF vai ao Planalto fazer varredura em computador usado por Rocha Loures

© Reprodução / GloboNews

Em 13/03/2018 às 13:57:30

Homens da Polícia Federal (PF) estiveram no Palácio do Planalto, na última semana, para fazer uma varredura no computador usado pelo ex-assessor do presidente da República e ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures, que ficou conhecido como “o homem da mala”, depois de ter sido filmado recebendo uma bolsa de dinheiro da JBS. A suspeita da Procuradoria Geral da República (PGR) é de que a propina teria como destino final Michel Temer.

De acordo com o blog da Andreia Sadi, no portal G1, uma secretária do Planalto foi notificada pela PF. Assessores de Temer confirmaram a informação. Loures despachava no terceiro andar do prédio, mesmo piso do gabinete presidencial.

Devido à ida dos policiais ao Planalto, ainda conforme aliados do presidente, não foi uma surpresa a informação de que o ministro Luiz Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), havia pedido a quebra dos sigilos telefônico e telemático (e-mails e mensagens) de Loures.

A decisão do ministro foi tomada dentro do inquérito que apura suposto favorecimento de interesses da empresa Rodrimar, no porto de Santos, por meio de um decreto presidencial assinado por Temer. O texto ampliou o período de concessão para companhias do setor portuário de 25 para 35 anos. Além de Temer, também são alvos do inquérito Rocha Loures e dois executivos da Rodrimar.

Barroso é  o relator do caso no Supremo. Ele também já havia autorizado a quebra do sigilo bancário do presidente da República, conforme divulgado pela imprensa no início do mês.

POR NOTÍCIAS AO MINUTO

Compartilhar

Veja Também

Cármen Lúcia arquiva inquérito sobre áudio que cita ministros do STF

Em 21/06/2018 às 15:40 A presidente do STF (Supremo Tribunal federal), Cármen Lúcia, divulgou durante a sessão ...

Deixe uma resposta