domingo , 19 agosto 2018
Home / Saúde / Qual o risco de camisinha furar? Veja o resultado de teste em laboratório com as principais marcas

Qual o risco de camisinha furar? Veja o resultado de teste em laboratório com as principais marcas

 

07/02/2018 às 14:05:13

A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) avaliou a qualidade de camisinhas masculinas comercializadas no Brasil. Foram avaliadas as marcas Jontex, Olla, Prudence, Blowtex, Durex, Skin e Preserv, além da Vista-se, distribuída gratuitamente pelo Ministério da Saúde.

Os critérios analisados foram desde a embalagem e as informações contidas no rótulo até a resistência, o risco de estourar, largura, comprimento e espessura.

As camisinhas saíram-se bem no teste. Em relação á integridade das embalagens, todas estavam devidamente protegidas contra o calor, umidade risco de contaminação. Nos rótulos, estavam disponíveis as informações estabelecidas em lei, como composição, lote e data de fabricação. Não foi constatada desconformidade. Apenas na marca Durex houve dificuldade em encontrar o prazo de validade, menos em evidência que nas outras marcas. Mesmo assim, a informação estava disponível e a avaliação foi positiva.

Camisinha furada?

Para testar o risco de as camisinhas furarem, elas foram enchidas com ar, como balões. A capacidade volumétrica e de pressão de estouro de todas as marcas respeita os padrões estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que torna muito reduzida a chance de os preservativos se romperem durante o uso. No teste, também não foi encontrado furo em nenhuma das camisinhas.

Tamanho

A camisinha precisa cobrir todo o pênis e ter largura apropriada, que proporcione conforto e evite que o preservatico deslize. A medida devecoirresponder à indicada na embalagem, permitida tolerância de dois milímetros para mais ou para menos.

Todos os produtos estavam de acordo com a largura indicada. Também foi respeitado, em todos os casos, o tamanho mínimo de 16 centímetros, fixado em lei, além do reservatóri.

Quanto à espessura, a medida mínima é de 0,03 milímetro. A mais fina avaliada foi a Blowtex Extra Fino Sensitive, com espessura média de 0,054 mm.

A Vista-se é a mais espessa, com 0,088 mm. Ainda assim, é fina o bastante não comprometer o prazer.

Os preservativos finos ou sensitive se mostraram realmente menos espessos em comparação com os tradicionais. A maior diferença foi na marca Skyn (0,015 mm a menos). Já a Jontex apresentou a menor diferença: 0,002 mm a menos.

Redação O POVO Online

Compartilhar

Veja Também

Exame de sangue identifica indivíduos com chance de desenvolver câncer de pulmão, diz OMS

Em 16/07/2018 às 15:40 Um exame de sangue em estudo aumenta a precisão de detecção precoce ...

Deixe uma resposta