terça-feira , 16 outubro 2018
Home / Polícia / Um jovem foi morto a tiros e uma pessoa saiu baleada esta noite em Juazeiro

Um jovem foi morto a tiros e uma pessoa saiu baleada esta noite em Juazeiro

Rafinha quando foi preso vendendo drogas com uma menor no João Cabral há dois anos (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Em 23/04/2018 às 09:16:31

O jovem Rafael Alves de Souza, de 22 anos, o “Rafinha” que morava na Rua das Flores, 1869 (João Cabral) em Juazeiro, foi morto a tiros por volta das 20h30min deste domingo. O crime aconteceu na Avenida Universitária (Bairro José Geraldo da Cruz), onde Damião Vieira da Silva saiu lesionado, de raspão, no braço e costelas e foi socorrido pelo SAMU ao Hospital Regional do Cariri. Rafinha trabalhou como gesseiro e tinha várias passagens pela polícia.

Ele pilotava uma moto Honda Biz 125 de cor preta quando foi atocaiado por algozes e executado, sendo que o veículo terminou recolhido por militares do Policiamento Ostensivo Geral (POG) e encontra-se no pátio da 20ª Delegacia Regional de Polícia Civil. No último mês de setembro, Rafinha foi indiciado em Inquérito Policial para responder por crime de receptação o qual teve como vítima Djacir Nobre, mas respondia, também, por tráfico de drogas e corrupção de menores.

É que, no dia 17 de maio de 2016 ele foi preso na Avenida Nossa Senhora Aparecida  (João Cabral) em companhia de uma garota de 17 anos e iniciais A. S da S. vendendo drogas numa moto Honda Titan com 35 gramas de cocaína. Já no dia 22 de maio de 2017 tinha sido preso numa “boca de fumo” na Rua Ozana Pereira no mesmo bairro na qual foram apreendidas 257 gramas de maconha. Ele respondia ainda procedimento na 2ª Vara Cível da Comarca de Crato por roubo contra uma garota quando ainda era menor e outro de 2015 tramitava em segredo de justiça.

Este foi o oitavo homicídio do mês de abril em Juazeiro e o 24º do ano no município. O último tinha ocorrido quarta-feira (18) com a morte de Valmir Claudino Leite, de 51 anos, o “Domingos de Zuza”, no Hospital Regional do Cariri. Ele morava na Rua São Bento (Pirajá) e tinha sido espancado no Mercado do Pirajá três dias antes ao tentar matar o ambulante Manoel Nunes Soares, de 40 anos, o “Manoel das Bananas” residente em Missão Velha, e terminou sendo agredido por familiares da vítima.

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Compartilhar

Veja Também

Quatro mulheres são vítimas de feminicídio em São Paulo

Em 15/10/2018 às 11:14 Quatro vítimas de feminicídio morreram neste feriado prolongado no estado de São ...

Deixe uma resposta