domingo , 19 agosto 2018
Home / Saúde / Vacina de dengue só deve ser tomada por quem já teve a doença, diz OMS

Vacina de dengue só deve ser tomada por quem já teve a doença, diz OMS

O mosquito “Aedes aegypti”, principal portador do vírus da zika e dengue (Foto: John Eisele/Colorado State University Photography/Divulgação)

Em 22/04/2018 às 11:47:38

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a vacina contra a dengue da Sanofi, a única disponível atualmente contra a doença, só deve ser tomada por pessoas que já foram expostas ao vírus. Para ter certeza, a entidade recomenda que os pacientes sejam submetidos a exames antes de receberem o imunizante.

O anúncio da OMS veio depois de uma reunião realizada em Genebra, na Suíça, onde especialistas da ONU determinaram que a vacina deveria ser tratada de “maneira mais segura”. “Nós agora temos informações claras de que a vacina precisa ser tratada de maneira mais segura, sendo utilizada exclusivamente em pessoas já infectadas”, disse Alejandro Cravioto, chefe do Grupo de Especialistas em Aconselhamento Estratégico sobre imunização da OMS.

Em novembro do ano passado a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou que quem nunca contraiu dengue não deveria tomar a vacina. Uma pesquisa publicada em 2017 constatou que pessoas que não tiveram a doença e receberam o imunizante estavam mais propensas a desenvolver casos mais graves de dengue.

A vacina no Brasil

Em nota enviada a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) em janeiro deste ano, o Ministério da Saúde, afirmou que apesar da Anvisa ter autorizado o uso da Dengvaxia, nome comercial da vacina, no Brasil (registro em dezembro de 2015), em 2016, o Comitê Técnico Assessor de Imunizações (CTAI) “recomendou a não introdução do imunizante no Calendário Nacional de Vacinação, uma vez que os resultados dos estudos clínicos dessa vacina evidenciaram a existência de limitações que foram descritas no parecer elaborado por esse comitê, especialmente, quando se analisou a sua utilização para fins de Saúde Pública, limitações essas também explicitadas no parecer emitido pelo Comité Technical Advisory Group da Organização Mundial da Saúde.”

O único estado brasileiro que disponibiliza a vacina de forma gratuita e por conta própria é o Paraná.

Outras vacinas

Atualmente, o Instituto Butantan e os Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH) estão trabalhando em parceria para desenvolver uma vacina contra a dengue, que já está na última fase de testes clínicos antes de ser submetida à Anvisa para registro. 

Dengue

A dengue é a doença viral que mais se espalha no mundo. Transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti,  estima-se que 2,5 bilhões de pessoas no mundo vivam em área de risco de transmissão do vírus, o que causa entre 50 milhões e 100 milhões de infecções e 20.000 mortes anualmente.

O vírus da dengue, possui quatro sorotipos (DENV 1, 2, 3 e 4), todos com circulação no Brasil, causa uma doença febril aguda. Na maioria dos casos, os sintomas são leves e autolimitados. A infecção por um sorotipo gera imunidade permanente para ele. No entanto, uma segunda infecção – por um outro sorotipo – é um fator de risco para o desenvolvimento da forma grave da doença.

Fonte: Veja

Compartilhar

Veja Também

Exame de sangue identifica indivíduos com chance de desenvolver câncer de pulmão, diz OMS

Em 16/07/2018 às 15:40 Um exame de sangue em estudo aumenta a precisão de detecção precoce ...

Deixe uma resposta