Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Museu de História Natural de Nova York pode cancelar evento em homenagem a Bolsonaro
13/04/2019 15:33 em Mundo

O Museu Americano de História Natural, localizado em Nova York, pode cancelar a premiação de Pessoa do Ano em que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) seria homenageado. De acordo com uma publicação em suas redes sociais, o museu teria aceitado a reserva antes de saber quem seria homenageado.

The external, private event at which the current President of Brazil is to be honored was booked at the Museum before the honoree was secured. We are deeply concerned, and we are exploring our options.

— American Museum of Natural History (@AMNH) 12 de abril de 2019

A manifestação foi divulgada no Twitter. “A reserva do museu para a realização do evento externo, privado, em homenagem ao atual presidente do Brasil foi feita antes que se soubesse quem seria o homenageado. Estamos profundamente preocupados e estamos avaliando nossas opções", diz a publicação.

A premiação é organizada pela Câmara Brasileira-Americana de Comércio e está marcada para o dia 14 de maio. Em resposta à publicação do museu, diversos usuários se posicionaram a favor do cancelamento, a maioria dos comentários em inglês.

A realização do prêmio conta com apoio de importantes instituições do mercado financeiro, como a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Bradesco, BTG Pactual, Itaú BBA, e Safra, além de instituições estrangeiras como Santander, HSBC, UBS, Citi, Credit Suisse e Bank of America Merrill Lynch. A lista de patrocinadores ainda conta com outras importantes instituições.

 

Fonte: Agência Estado

 

COMENTÁRIOS