Candidato a reitor da UFC com menos voto é nomeado por Bolsonaro para o cargo
20/08/2019 09:34 em Política

Com menos votos do que o professor Custódio Luís Silva de Almeida, o advogado e professor José Cândido Lustosa Bittencourt de Albuquerque foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) como o novo reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), nessa segunda-feira (19).

Cândido Albuquerque foi o candidato com menor número de votos na consulta pública na universidade e o segundo colocado na lista tríplice realizada pelo Conselho Universitário (Consuni).

A escolha do reitor da UFC teve início em maio, com votação entre os alunos, professores e servidores da instituição para conhecer a preferência dos setores que compõem a universidade. 

O então vice-reitor, Custódio Luís Silva de Almeida, foi o mais votado tanto na consulta pública a estudantes, docentes e servidores, com 7.772 votos, quanto na formação da lista tríplice pelo Consuni, com 25 votos. Cândido Albuquerque, por sua vez, recebeu 610 votos na consulta pública, e nove votos do Consuni.

Apesar da baixa preferência entre a comunidade acadêmica da UFC, o nome de Cândido foi apontado como favorito à indicação, por ser o candidato mais alinhado a posicionamentos do presidente.

A nomeação foi publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União. A tomada de posse ao cargo será feita em Brasília, no Ministério da Educação. Cândido Albuquerque sucede Henry de Holanda Campos, à frente da universidade desde abril de 2015 e cujo mandato encerrou na última semana.

Com a escolha por Cândido, Bolsonaro quebra mais uma vez a tradição de nomear o candidato com maior preferência na instituição de ensino. A lei prevê que o presidente Jair Bolsonaro pode nomear qualquer um dos três nomes apresentados, sem apresentar justificativa para o nome escolhido.



Por João Boaventura Neto
Miséria.com.br

(Foto: Reprodução/Redes sociais)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!